Progredindo na vida espiritual e no serviço cristão



Por Daniel Souza
Em 05/12/2011.


Somos filhos de Deus (Jo 1.12; 1 Jo 3.1) – isto é maravilhoso!

Como filhos de Deus que somos devemos progredir a imagem e semelhança do primogênito de Deus (Rm 8.29; Ef 4.13,14) – isto também é maravilhoso e se chama maturidade.

A maturidade, porém, só pode ser alcançada no discipulado (Mt 28.18-20).

Todo discípulo em caminho a maturidade sonha com uma vida de serviço. Este é um sinal de amadurecimento (Ef 4.12,13).

Tudo começa quando nos tornamos discípulos. Mas não para por aí; há muito mais.

Ser discípulo não é o topo da escada, é o primeiro degrau. Não é o alvo; é o caminho.

A bíblia nos traz várias palavras que sugerem níveis de maturidade mais elevados a serem desejados e alcançados pelos discípulos:


- Servo → escravo (Fp 2.5-8);

- Trabalhadores → aquele que tem uma tarefa, uma obrigação; que está ocupado (Mt 9.37,38; Lc 10.2);

- Cooperador → aquele que trabalha junto com outros (1 Co 3.9);

- Obreiro → trabalhador; operário; pessoa que pratica (1 Co 16.16; 2 Tm 2.15).


Considerações:

Ser servo é o nível mais alto e importante no reino de Deus.

É importante saber que para Deus nós somos filhos. Ele sempre nos olhará assim. No entanto, somos filhos que querem servir. O amor do Pai é tão grande que somos "constrangidos" a servi-lo.

O genuíno filho jamais fica indiferente diante de tão grande graça e amor.

Deus não nos escraviza. Ele nos liberta da escravidão. E justamente por isso nos tornamos escravos voluntários de Cristo. Que honra ser servo de Deus!

Desde as profecias Jesus era chamado de "Servo". Ele foi o maior de todos os servos. Trabalhou com intensidade e excelência. Glórias a Ele!

O trabalho a ser feito é com pessoas (seres humanos).

Está muito claro nas passagens que lemos. As multidões (Mt 9); lavoura e edifício de Deus sois vós .

Não significa que somos impedidos ou limitados na execução de nosso trabalho, mas, sim, que tudo o que fazemos deve ter como resultado VIDAS.

Há muito trabalho e poucos trabalhadores.

Não importa o que fizemos. Há muito mais a ser feito.

Se fizermos um pequeno balanço de nossas famílias veremos que existem muitos parentes a serem alcançados. Em nosso bairro, cidade, estado, nação, continente há muito trabalho. São milhões ou bilhões de pessoas que precisam ser proclamadas no mundo. A seara é muito grande e os trabalhadores são poucos.

O bom de tudo isto é que o Senhor Jesus nos mostrou como resolver este problema: rogar ao Senhor da seara que mande trabalhadores para sua seara.


Mãos a obra, irmãos.

No amor de Jesus,
Daniel Souza.

Fonte: http://www.danielsouza.com.br




comments powered by Disqus
© 2014 Bruno Nakakura - Todos os direitos reservados