Artigo: Trilhando o caminho da perfeição



Texto Base: Salmos 18:30-32
O caminho de Deus é perfeito; a palavra do Senhor é provada; é um escudo para todos os que nele confiam. Porque quem é Deus senão o Senhor? E quem é rochedo senão o nosso Deus? Deus é o que me cinge de força e aperfeiçoa o meu caminho.


Abraão tinha 75 anos quando o Senhor lhe falou a primeira vez (Gn. cap. 12), deu-lhe o direcionamento de sair da sua terra e parentela para uma nova terra. Abraão ficou conhecido na bíblia como o "Pai da Fé", por sua atitude e fidelidade diante do Senhor. Sua vida ficou marcada por seguir as palavras e visões dadas pelo Senhor (Gn. 13:14, 15:01;04;13), caminhando em concordância e obediência. Mas para ratificar o seu relacionamento com o Criador, foi necessário cumprir uma determinação. Após 24 anos da primeira palavra recebida lhe faltava entender mais uma coisa, e aos 99 anos Abraão ouviu do Senhor: "anda em minha presença e sê perfeito" (Gn. 17:01). O Senhor apresentou a Abraão um parâmetro firmado num pacto, o da circuncisão, este era necessário para que o Pai da Fé pudesse trilhar o caminho da perfeição.

O homem pode até ser correto em suas ações, ter um bom testemunho diante das pessoas, mas só poderá ter um relacionamento profundo com Deus após firmar com Ele uma aliança. Através da aliança (cruz) temos a oportunidade de viver uma vida significativa, recebendo as promessas bíblicas e nos tornando filhos de Deus através deste pacto. O desejo de Deus é que sejamos como Ele é: Santo! Em outras palavras perfeito! A partir da aliança Deus mudou o nome do até então Abrão, para Abraão, sua vida foi radicalmente transformada, iniciava não a história de um homem, mas de uma nação escolhida pelo Senhor. Seguir a Deus através da obediência e fidelidade nos faz viver como Abraão, ou seja, em Fé. A vida deste homem refletiu a justiça de Deus, pois a sua fé foi-lhe imputada como justiça (Romanos 4:1-5).

Num primeiro momento a palavra "perfeição" pode soar de forma distante, ou mesmo intangível numa perspectiva humana, principalmente quando vemos as nossas imperfeições e falhas. Quando estas percepções são contrapostas com a palavra de Deus identificamos que a sua palavra tem o poder de transformar o cenário em que vivemos, dando-nos nova perspectiva. Esta transformação é tão singular que faz do fraco, forte e do imperfeito, perfeito para a Glória do Pai. Jesus enquanto homem foi perfeito na sua caminhada, pois seguiu a palavra sendo obediente até a morte e morte de Cruz (Filipenses 2:06-08).

Em Ezequiel 28:15 o Texto declara algo importante quando o pecado domina alguém, o texto fala sobre Lúcifer, vemos exatamente a quebra do propósito da perfeição pela desobediência: "Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que em ti se achou iniquidade". Quando o pecado entrou no coração de Lúcifer, fez com que ele errasse o alvo, e não só isso, tirou-o do caminho de perfeição. Pecado significa: Transgressão da Lei. A desobediência faz com que o homem perca tudo aquilo que foi preparado por Deus para o seu gozo, sendo o seu chamado a principal perda. O desejo de Satanás é fazer com que o homem perca a sua posição, saia do centro da vontade de Deus deixando de trilhar o caminho da justiça. II Samuel 22:31-33 Quanto a Deus, o seu caminho é perfeito, e a palavra do Senhor é fiel; é ele o escudo de todos os que nele se refugiam. 32 Pois quem é Deus, senão o Senhor? e quem é rocha, senão o nosso Deus? 33 Deus é a minha grande fortaleza; e ele torna perfeito o meu caminho.

Conforme declara o texto base deste artigo (Salmos 18:30-32), a lei do Senhor nos dá força para andarmos em perfeição, fortalecendo-nos para transpassar lutas e tribulações, e não apenas isso, nos fortalece para vencer o mal. Não obstante, fornece-nos um lugar seguro, o Senhor é a nossa proteção e paz. Permeando todas estas verdades, temos a confiança no Todo-Poderoso com item fundamental para caminharmos no caminho da perfeição, entregando a Ele a nossa vida, a nossa fé e a nossa adoração.


Lições aprendidas:
1. O caminho da perfeição é manifesto através da santificação e obediência a palavra de Deus;
2. A perfeição é possível apenas através de uma aliança com Deus;
3. O pecado tira do homem a possibilidade de ser perfeito diante de Deus;
4. O pecado destrói o caminho do homem e tira tudo aquilo o qual ele foi preparado para que pudesse desfrutar;
5. Se pela santificação e obediência temos a condição de andar em perfeição, através do pecado e desobediência perdemos esta condição;


Em Cristo,
Bruno Nakakura.

Licença Creative Commons

Esta obra foi licenciada sob uma Licença Creative Commons.




comments powered by Disqus
© 2014 Bruno Nakakura - Todos os direitos reservados